Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

ANJOS

 
     Os Anjos são Mentes Puras, Mensageiros de Deus (A FONTE UNIVERSAL). Representam um nome oculto de Deus. "O Meu Anjo irá na tua frente. Observa-o, pois o Meu Nome está Nele."
     Quando nascemos, enquanto damos nossa primeiro sopro de vida neste mundo, nosso Anjo da Guarda está  presente. Os anjos são seres que estão sempre ao nosso redor, esperando apenas que abramos a porta para que Eles possam entrar. Eles são os seres que nos abrem as portas, depois de nós abrirmos nossos  corações para Eles. Se tudo aquilo que desejais em vosso coração, for para o Bem Supremo de vós e de todos aqueles que se encontram perto ou longe de vós, Eles atenderão vossos pedidos.
   Eles são os seres que se propuseram a ajudar a Humanidade nesta batalha, que estamos travando nestes tempos difíceis que estamos vivendo. Eles vêm de Deus, mandados por Ele, para que ajudem Todos aqueles     que querem trilhar o caminho da Luz, o caminho do Amor, da Paz.
   Tudo o que pedirdes com Fé e Amor puro e verdadeiro no vosso coração, a um anjo, Ele tudo fará para realizar vosso desejo.
   A nossa vida depende da trilha, que queremos seguir, tudo o que fizerdes, Bem ou Mal, vos virá em retorno.
   Se vossa vida for negativa, os anjos não podem actuar nela, pois eles são seres de Luz que não conhecem a  negatividade. São seres que apenas podem trabalhar em prol do Bem, da Verdade e da Justiça Divina. Essa só pode actuar na positividade da vida, crendo com Fé no coração, que tudo aquilo que pedimos é para o bem supremo de todos aqueles que estão ao nosso lado e não apenas para nossa satisfação pessoal.
   Enfrente a vida, com optimismo, queira o melhor para todos os que estão junto a si, sem egoísmos, com lealdade em seu coração, terá sempre seu Anjo da Guarda a seu lado, protegendo-o e alimentando todos os seus sonhos, todos os seus desejos. Eles, os anjos querem o melhor para si, e estão desejosos do seu chamar.
   Entregue seu coração, sua vida a Eles e encontrará em cada Hora, em cada segundo dela a Luz, a lanterna necessária para iluminar seus passos e levá-la no caminho do meio, o caminho mais certo nesta longa caminhada ao longo da estrada da vida.

 

publicado por silvia às 11:07
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2006

Carinho

Estava sem dinheiro e muito zangada com a vida, pois achava que não era justo não ter dinheiro para comprar montes de prendas, muitas iguarias para por na mesa, uma roupa nova para o natal que se aproximava. Sentia-se a mais infeliz das pessoas! Na rua, completamente mal humorada passa por um velhinho sentado na soleira de uma porta, com muito frio com aspecto de fome mas com um grande sorriso nos lábios... passou e andou, mas algo a fez voltar para tras, talvez aquele olhar meigo daquele velhinho.... sentou-se ao pé dele e so conversaram com o olhar!! estendeu a mão para dar uma moeda, mas ele não quis! Levantou-se e o velhinho so lhe disse... Obrigado por me ter dado o mais importante... o seu carinho!!

De repente deixou de sentir-se a mais infeliz das pessoas a passou a ser uma das pessoas mais felizes do mundo. Tinha sido abençoada por aquele sorriso.

Muitas vezes passa naquele lugar mas o velhinho nunca mais o viu! Todos os anos, na altura do natal o que lhe faz um grande sorriso no coração é a recordação daquele velhinho que hoje tem a certeza que era um anjo!!

Percebeu que não é o dinheiro que a faz feliz, nem é as prendas ou as iguarias que poderia ter mesa, mas sim o calor Humano, mas sim todos os sorrisos de todos os velhinhos que a unica coisa que querem é um carinho!!!!

sinto-me:
publicado por silvia às 10:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

de um amigo!!

Era um anjo de Deus
que se perdera dos céus
e terra a terra voava.
A seta que lhe acertava
partira de arco traidor,
porque as penas que levava
não eram penas de amor.
O anjo caiu ferido
e se viu aos pés rendido
do tirano caçador.
De asa morta e sem esplendor
o triste peregrinando
por estes vales de dor,
andou gemendo e chorando.
Vi-o eu, o anjo dos céus,
o abandonado de Deus,
vi-o, nessa tropelia
que o mundo chama alegria,
vi-o a taça do prazer
pôr ao lábio que tremia
e só lágrimas beber.
Ninguêm mais na terra o via,
era eu só que o conhecia
eu que já não posso amar!
Quem no havia de salvar?
Eu, que numa sepultura
me fora vivo enterrar?
Loucura! Ai, cega loucura!
Mas entre os anjos dos cêus
cantava um anjo ao seu Deus;
e remí-lo e resgatá-lo,
daquela infâmia salvá-lo
só força de amor podia.
Quem desse amor há-de amá-lo,
se ninguêm o conhecia?
Eu só, - e eu morto, eu descrido,
eu tive o arrojo atrevido
de amar um anjo sem luz.
Cravei-a eu nessa cruz
minha alma que renascia,
que toda em sua alma pus,
e o meu ser se dividia,
porque ela outra alma não tinha,
outra alma senão a minha...
tarde, ai! Tarde o conhecí,
porque eu o meu ser perdí,
e ele à vida não volveu...
mas da morte que eu morri
tambem o infeliz morreu.
 
Almeida Garrett
publicado por silvia às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. Introversão

. Primavera da vida

. Crianças

. Jovens

. Não sei quantas almas ten...

. Encontro de amor incondic...

. Dia mundial da criança

. Abertura do terceiro olho

. ERA UMA VEZ, NA LUZ DAS E...

.arquivos

. Julho 2010

. Abril 2010

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2006

.tags

. todas as tags

.links